Teste do pezinho: por que é importante fazer?

A triagem neonatal ou teste do pezinho é de extrema importância para a saúde do bebê

O teste do pezinho ou triagem neonatal é um dos mais importantes exames para verificar a saúde do recém-nascido, pois consegue detectar doenças que afetam o desenvolvimento neuropsicomotor.

Por ser um exame de prevenção, ele permite aos médicos agirem antes que doenças, muitas vezes raras, se manifestem, garantindo tratamento adequado e, com isso, a saúde e qualidade de vida do bebê.

Para que serve o teste do pezinho?

O exame permite identificar patologias genéticas, infecciosas ou metabólicas entre elas, podemos citar:

  • Hipotireoidismo Congênito: interfere na produção de hormônios da tireoide;
  • Fenilcetonúria: doença genética caracterizada pela falta de tirosina (aminoácido);
  • Hemoglobinopatias: alteração da hemoglobina que causa doenças, como anemia falciforme;
  • Fibrose Cística: altera a produção de suor produzindo substâncias mais espessas e de difícil eliminação;
  • Hiperplasia Adrenal Congênita: provoca uma deficiência na produção de hormônios pelas glândulas supra-renais ou adrenais;
  • Deficiência da Biotinidade: é a falta da vitamina biotina no organismo.

Por que é importante fazer o teste do pezinho?

Como as doenças que este exame verifica não apresentam sintomas no nascimento, se não forem descobertas e tratadas o quanto antes, podem causar prejuízos à saúde do bebê, podendo levá-lo à deficiência intelectual.

Com o resultado do exame em mãos, é possível acelerar o processo de tratamento, evitando, assim, diversas doenças.

Como o teste é feito?

Algumas gotinhas de sangue são retiradas do calcanhar do recém-nascido. O local é usado, pois é uma região rica em vasos sanguíneos e que traz menos riscos para o bebê.

→ Saiba mais sobre a coleta de sangue infantil neste post aqui.

O teste do pezinho deve ser feito após as primeiras 48 horas do nascimento ou até o 5º dia de vida.

Para a análise de doenças metabólicas, é preciso que a crianças esteja recebendo proteína em forma de leite materno, fórmulas lácteas ou por via parental, no caso de internação.

E os bebês prematuros?

Bebês de até 37 semanas de gestação devem fazer o teste do pezinho normalmente, todavia, ele precisará ser repetido com 120 dias de vida ou, no caso de ter havido transfusão de sangue, o segundo exame deverá ser realizado 120 após a data da última transfusão.

O teste do pezinho pode ser feito com rapidez e confiança em nossa Unidade Centro e o resultado pode ser consultado online. Quer saber mais? Mande um whatsapp clicando aqui ou ligue para 3215-5724. Cuide da saúde de seu bebê!

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *