Exame de sangue em crianças: como fazer?

dicas-de-exame-de-sangue-em-crianças

Fazer exame de sangue em crianças e bebês nem sempre é fácil. Além do medo da picada da agulha, ainda tem o jejum prolongado, o incômodo e o choro. Mas todo esse processo não precisa ser tão complicado. 

Hoje é possível realizar diversos exames sem a necessidade de longos períodos em jejum, por exemplo, para crianças de até 4 anos dispensam-se a abstinência e a coleta é realizada entre as principais refeições.

Alguns exame de sangue em crianças, podem, sim, necessitar de cuidados especiais, porém o que vai determinar isso é o método de realização. 

Portanto é essencial se informar com o médico e o laboratório antes de efetuar os procedimentos.

Ao fazer exame de sangue em crianças

  1. Seja um ponto de apoio

Nessas horas, os pequenos costumam sentir bastante medo, então, a ajuda dos pais é fundamental durante todo o procedimento, já que são a referência de segurança do bebê ou da criança.

Tente criar um ambiente acolhedor, cantando, pegando no colo ou fazendo um carinho.

  1. Confira o tempo de jejum

Como dito, nem sempre é necessário fazer jejum, porém, existem alguns exames em que ele é imprescindível para fazer a correta análise sanguínea.

Então, caso a coleta possa ser realizada com menos de 12 horas de jejum, dê preferência a realizá-la mais próximo possível da alimentação seguinte. Assim seu filho não sentirá tanta fome.

  1. Escolha o melhor horário

Como muitos exames dispensam ou não precisam de muitas horas de abstinência, você pode levar a criança para colher a amostra fora dos horários de pico, que costuma ser entre 7h e 9h, a fim de que o processo se torna mais rápido e menos cansativo para seu filho(a).

  1. Brinque antes

Antes de levar a criança para fazer o exame de sangue, simule através de brincadeiras, usando bonecos, como será o passo a passo da coleta. Dessa forma, ao chegar no laboratório ela já estará familiarizada com a situação.

  1. Deixe chorar

Toda criança, principalmente as que ainda estão aprendendo a falar, usam o choro como forma de expressar seus sentimentos.

Assim, se ao fazer exame de sangue em criança, ela chorar, deixe. Afinal, isso é super normal e não tem problema nenhum. 

  1. Diga a verdade

Um ou dois dias antes do exame, explique tudo que vai acontecer, fale que pode doer um pouco, mas que passa rápido e tire todas as dúvidas dela, sem mentir. Do contrário a confiança será quebrada.

Nada de enganar a criança dizendo que não sabe como é a coleta, pois isso só a deixará ainda mais tensa.

E não esqueça:

É sempre importante lembrar que nem todas essas regras se aplicam quando o médico ou pediatra orientar um procedimento diferente do padronizado de exame de sangue em crianças.

Em casos especiais, informe ao laboratório quais as necessidades e requisições médicas, desta forma o diagnóstico será muito mais distinto. 

Ao longo dos anos adquirimos um grande conhecimento na prestação de serviços de análise clínicas, realizando coleta de amostras e análise laboratorial conforme as necessidades de cada paciente. Quer saber mais? Mande um whatsapp clicando aqui ou ligue para 3215-5724.

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *