Câncer de mama: conheça as causas, sintomas e tratamentos

cancer-de-mama

O câncer de mama é um tumor maligno causado por alterações genéticas que multiplicam células anormais no local.

Existem vários tipos de câncer de mama e, enquanto alguns se desenvolvem lentamente, outros são mais rápidos. Por isso a prevenção é essencial.

Apesar de ser o tipo de câncer que mais atinge as mulheres, pouco se sabe sobre a doença. Por isso, neste post vamos mostrar as principais características, sintomas e formas de tratamento.

Fatores de riscos

Além de alterações genéticas, o câncer de mama também pode ser desencadeado por elementos de risco como histórico de vida, genética e comportamento. O INCA – Instituto Nacional de Câncer – listou os principais fatores:

Ambientais e Comportamentais

  • Obesidade e sobrepeso após a menopausa;
  • Sedentarismo (não fazer exercícios);
  • Consumo de bebida alcoólica;
  • Exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X).

História reprodutiva e Hormonal

  • Primeira menstruação antes de 12 anos;
  • Não ter tido filhos;
  • Primeira gravidez após os 30 anos;
  • Não ter amamentado;
  • Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos;
  • Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona);
  • Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos.

Genéticos e Hereditários

  • História familiar de câncer de ovário;
  • Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos;
  • História familiar de câncer de mama em homens;
  • Alteração genética, especialmente nos genes BRCA1 e BRCA2.

Caso a mulher possua uma ou mais características genéticas/hereditárias, o risco de desenvolvimento do tumor passa a ser elevado.

Mas, atenção, a presença de um ou mais fatores não significa que a mulher, obrigatoriamente, terá a doença!

É importante lembrar que, embora raro, homens também podem ser diagnosticados com câncer de mama.

Sintomas do Câncer de Mama

A maioria dos cânceres mamários não apresenta sintomas, contudo, quando aparecem, variam conforme tamanho e estágio do tumor. Os principais indícios são:

  • Caroço (nódulo) fixo, endurecido e, geralmente, indolor;
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;
  • Alterações no bico do peito (mamilo);
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;
  • Saída espontânea de líquido dos mamilos

Mas atenção! Essas alterações podem não ser câncer de mama, por isso, caso algum desses sintomas seja identificado, é preciso procurar um médico para que ele possa fazer a avaliação e diagnóstico completo.

Autoexame e Mamografia

É importante que a mulher faça o autoexame, lembrando que não há técnica específica, apenas é preciso observar qualquer mudança nas mamas, mesmo que pequenas ou simples.

Outro procedimento importante para prevenir o câncer de mama é fazer a mamografia anualmente após os 50 anos.

Em casos de mulheres com histórico familiar da doença, o indicado é procurar um médico o quanto antes para que ele determine qual será a periodicidade da mamografia.

Câncer de mama: a prevenção ainda é a melhor solução. Imagem: FENAM

Câncer de mama: a prevenção ainda é a melhor solução. Imagem: FENAM

Tratamento do Câncer de Mama

O tipo de tratamento vai depender da presença ou ausência de receptores hormonais e do estágio em que o câncer está, no entanto, todos eles devem ser retirados (total ou parcialmente) por meio de cirurgia.

Outras variantes para a escolha do tratamento são o estado de saúde e época de vida em que se encontra a mulher, uma vez que alguns são mais invasivos que outros.

Prevenção

Incluir alguns hábitos saudáveis na rotina podem diminuir em cerca de 30% os casos de câncer de mama. Alguns deles são:

  • Praticar atividade física regularmente;
  • Alimentar-se de forma saudável;
  • Manter o peso corporal adequado;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas;
  • Amamentar

Quanto mais cedo for diagnosticado, maiores são as chances de cura, por isso a prevenção ainda é a melhor solução contra o câncer de mama.

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *